• Slide 3
  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Slide 6

Notícias Ecclesia

XVIII Capítulo Geral

Dia 26 de Junho

“Olha para o Céu…”

Soou aos nossos ouvidos, nesta manhã, este pedido do Senhor. Celebramos com dinamismo interior o Mistério da Eucaristia, com um perfume missionário. As irmãs de Angola deram beleza a este momento celebrativo da manhã deste dia.
Olhar para o alto, viver com fidelidade a Aliança que o Senhor continua a desejar fazer connosco, significa vivermos em constante discernimento o nosso discipulado.
Na sala capitular, esteve connosco, ao longo da manhã o Economista/TOC da Congregação, Dr. Choupina Pires, que nos transportou ao mundo “espiritual dos números”, aqueles que são o fruto do nosso trabalho e sustentam a vida da Congregação, fazendo-nos viver com afinco o nosso voto de pobreza e o sentido de pertença a esta família alargada.
Foram-nos apontadas estratégias para o futuro, de forma a equilibrar com cuidado o nosso património. Ter um olhar atento à sociedade em que vivemos e às políticas que nos envolvem.
A manhã continuou com números e desta vez, coube à Ir. Emília Seixas, a Ecónoma Geral da Congregação, apresentar a contabilidade da vida da Congregação.
A tarde foi ainda de números. Faltava olharmos, ainda, para o mundo dos Kuanzas, a moeda angolana. Este foi o tempo de “antena” da Ir. Maria dos Anjos Gabriel, a ecónoma da Delegação de Nossa Senhora Mãe de África. De uma forma simples, clara e compreensível, deu-nos a conhecer o estado económico desta parcela da Congregação, que vai crescendo aos poucos.
O segredo de tudo o que somos e temos está no permanecermos unidas ao Mestre e ao Ideal de vida que nos congrega.
Porque faltava ainda a informação da parcela de Moçambique, foi o momento de num pequeno flach das três comunidades da missão da Serva Franciscana Reparadora, neste país Africano.
Toda a vida da Congregação que foi partilhada, foi colocada nas mãos das irmãs distribuídas por grupos para análise a ser depois debatida em plenário no dia seguinte.
O nosso dia encaminhou-se para o seu término e era necessário ficar algum tempo junto dos pés do Mestre para o escutarmos e louvarmos com o nosso coração. Foi o momento da oração comunitária, sempre bela e harmoniosa, pedindo ao Senhor que nos faça mulheres obedientes ao Evangelho, permanecendo Nele, abandonadas sempre à Providência Divina.
Sejamos árvore boa, capaz de dar bons frutos, criando raízes profundas no coração de Cristo e no Carisma legado pelos Fundadores.


Newsletter

Receba as nossas novidades.
Subscreva a nossa Newsletter:

© 2013 SFRJS Todos os direitos reservados