• Slide 3
  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Slide 6

Notícias Ecclesia

II Domingo Comum - A

II Domingo Comum - A

 

Diante da Palavra

Vinde Espírito Santo de Deus, iluminai a nossa inteligência e dai-nos força para sermos testemunhas de Jesus!

 

Evangelho segundo S. Lucas 1, 26-38

Naquele tempo, João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou:

«Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Era d'Ele que eu dizia:

"Depois de mim virá um homem, que passou à minha frente, porque existia antes de mim".

Eu não O conhecia, mas para Ele Se manifestar a Israel é que eu vim batizar em água».

João deu mais este testemunho:

«Eu vi o Espírito Santo descer do Céu como uma pomba e repousar sobre Ele. 

Eu não O conhecia, mas quem me enviou a batizar em água é que me disse:

"Aquele sobre quem vires o Espírito Santo descer e repousar é que batiza no Espírito Santo".

Ora eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus».

 

Caros amigos e amigas, o Evangelho deste domingo convida-nos a rever a nossa caminhada de fé e a aprofundarmos a nossa relação com Jesus.

Interpelações da Palavra

 

“Eu não O conhecia …”  

 A figura de João Batista representa não apenas o precursor de Jesus, mas igualmente o homem que faz uma caminhada na fé. Neste caminho, podemos assinalar três etapas principais: João Batista viu Jesus que vinha ao seu encontro, mas não O conhecia. Na segunda etapa desta caminhada na fé, João Batista  reconheceu que Jesus é o Filho de Deus e na terceira, João Batista aceitou a missão de testemunhar a experiência de relação com Jesus. Neste sentido, poderemos perguntar: Estou atento a Jesus que vem ao meu encontro?  Quem é Jesus para mim? 

 

“Eis o Cordeiro de Deus …” 

Quando nos predispomos a ver e a conhecer Jesus, então estamos atentos à Sua Palavra que nos fala de vários modos. Mas ainda aqui trata-se de um movimento da nossa inteligência e da nossa vontade. Contudo, no caminho da fé, é necessário abrir o espírito à ação de Deus. Assim, João Batista reconheceu Jesus como o Messias, porque seria sobre Ele que viria o Espírito Santo.  A fé é dom gratuito de Deus, pois pelas capacidades meramente humanas não seria possível reconhecer Jesus como Filho de Deus. No entanto, a fé requer a colaboração da pessoa. Procuro abrir-me ao Mistério de Jesus que vem ao meu encontro? Deixo que o Espírito Santo me ilumine?

 

 “Eu vi e dou testemunho …”  

Depois de ver e reconhecer Jesus, João Batista afirma claramente que tem de dar testemunho Dele. A verdadeira fé não pode ficar escondida. É de tal modo avassaladora a descoberta de Jesus como o Filho de Deus, que tem necessidade imperiosa de se comunicar aos outros. Sem este testemunho, a fé ficaria incompleta, porque ela é uma luz que trazemos em nós, mas que brilha também para os outros. E desta maneira cumpre a sua missão que é ser luz, verdade e vida para todos. Que testemunho tenho dado de Jesus? Será que a minha vivência da fé é autêntica ou serão meras palavras ocas?

 

Rezar a Palavra e contemplar o Mistério

Senhor, obrigada por vires ao meu encontro 

e por quereres que eu te conheça. 

Obrigada por me dares a possibilidade de participar do teu reino de amor, 

sendo testemunha humilde das maravilhas que operas em mim todos os dias.

 

Viver a Palavra 

Nesta semana, vou procurar ser testemunha de Jesus na minha vida quotidiana, 

no meu trabalho e na minha família.  

 

Teresa Margarida Sousa

II Domingo Comum - A

 

Diante da Palavra

 

Vinde Espírito Santo de Deus, iluminai a nossa inteligência e dai-nos força para sermos testemunhas de Jesus!

 

Evangelho segundo S. Lucas 1, 26-38

 

Naquele tempo, João Baptista viu Jesus, que vinha ao seu encontro, e exclamou:

«Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Era d'Ele que eu dizia:

"Depois de mim virá um homem, que passou à minha frente, porque existia antes de mim".

Eu não O conhecia, mas para Ele Se manifestar a Israel é que eu vim batizar em água».

João deu mais este testemunho:

«Eu vi o Espírito Santo descer do Céu como uma pomba e repousar sobre Ele.

Eu não O conhecia, mas quem me enviou a batizar em água é que me disse:

"Aquele sobre quem vires o Espírito Santo descer e repousar é que batiza no Espírito Santo".

Ora eu vi e dou testemunho de que Ele é o Filho de Deus».

 

 

Caros amigos e amigas, o Evangelho deste domingo convida-nos a rever a nossa caminhada de fé e a aprofundarmos a nossa relação com Jesus.

 

Interpelações da Palavra

 

“Eu não O conhecia …” 

 A figura de João Batista representa não apenas o precursor de Jesus, mas igualmente o homem que faz uma caminhada na fé. Neste caminho, podemos assinalar três etapas principais: João Batista viu Jesus que vinha ao seu encontro, mas não O conhecia. Na segunda etapa desta caminhada na fé, João Batista  reconheceu que Jesus é o Filho de Deus e na terceira, João Batista aceitou a missão de testemunhar a experiência de relação com Jesus. Neste sentido, poderemos perguntar: Estou atento a Jesus que vem ao meu encontro?  Quem é Jesus para mim?

 

“Eis o Cordeiro de Deus …”

Quando nos predispomos a ver e a conhecer Jesus, então estamos atentos à Sua Palavra que nos fala de vários modos. Mas ainda aqui trata-se de um movimento da nossa inteligência e da nossa vontade. Contudo, no caminho da fé, é necessário abrir o espírito à ação de Deus. Assim, João Batista reconheceu Jesus como o Messias, porque seria sobre Ele que viria o Espírito Santo.  A fé é dom gratuito de Deus, pois pelas capacidades meramente humanas não seria possível reconhecer Jesus como Filho de Deus. No entanto, a fé requer a colaboração da pessoa. Procuro abrir-me ao Mistério de Jesus que vem ao meu encontro? Deixo que o Espírito Santo me ilumine?

 

 “Eu vi e dou testemunho …” 

Depois de ver e reconhecer Jesus, João Batista afirma claramente que tem de dar testemunho Dele. A verdadeira fé não pode ficar escondida. É de tal modo avassaladora a descoberta de Jesus como o Filho de Deus, que tem necessidade imperiosa de se comunicar aos outros. Sem este testemunho, a fé ficaria incompleta, porque ela é uma luz que trazemos em nós, mas que brilha também para os outros. E desta maneira cumpre a sua missão que é ser luz, verdade e vida para todos. Que testemunho tenho dado de Jesus? Será que a minha vivência da fé é autêntica ou serão meras palavras ocas?

 

Rezar a Palavra e contemplar o Mistério

 

 

Senhor, obrigada por vires ao meu encontro

e por quereres que eu te conheça.

Obrigada por me dares a possibilidade de participar do teu reino de amor,

sendo testemunha humilde das maravilhas que operas em mim todos os dias.

 

Viver a Palavra

Nesta semana, vou procurar ser testemunha de Jesus na minha vida quotidiana,

no meu trabalho e na minha família. 

 

Newsletter

Receba as nossas novidades.
Subscreva a nossa Newsletter:

© 2013 SFRJS Todos os direitos reservados