• Slide 3
  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Slide 6

Notícias Ecclesia

Batismo do Senhor - Ano A

Festa do Baptismo do Senhor [Ano A]

Diante da Palavra
Vem, Espírito Santo, desce aos nossos corações, queima nossas imperfeições e cumula de doçuras o nosso olhar!

Evangelho segundo S. Mateus [3:13-17]
Naquele tempo, Jesus chegou da Galileia e veio ter com João Baptista ao Jordão, para ser baptizado por ele. Mas João opunha-se, dizendo: «Eu é que preciso de ser baptizado por Ti e Tu vens ter comigo?». Jesus respondeu-lhe: «Deixa por agora; convém que assim cumpramos toda a justiça». João deixou então que Ele Se aproximasse. Logo que Jesus foi baptizado, saiu da água. Então, abriram-se os céus e Jesus viu o Espírito de Deus descer como uma pomba e pousar sobre Ele. E uma voz vinda do céu dizia: «Este é o meu Filho muito amado, no qual pus toda a minha complacência».

Contemplemos, queridas irmãs e queridos irmãos, Jesus, o enlevo do Pai, manifestado para nos salvar

Interpelações da Palavra

Jesus chegou da Galileia e veio ter com João
Também na vida de Jesus existe um antes e um depois. Ao antes chamamos vida oculta; ao depois do baptismo, vida pública. Os três anos de intensa dedicação à causa da Boa Nova, ao longo dos quais O vemos semeando alegria nos corações são únicos na história; sem eles não alcançaríamos a salvação! Mas a força daqueles três anos de nada seria sem o vigor dos silenciosos trinta primeiros. Jesus anunciou três anos, mas, sobretudo, dedicou muitas horas ao diálogo (=oração) silencioso e discreto com o Pai. Jesus falou três anos, mas escolheu viver os trinta primeiros em silêncio, dedicado à discrição no trabalho, na oração, na vida familiar, aos amigos. Chegada, porém, a hora, Jesus abandona o resguardo do silêncio da Galileia e foi ter com João para ser baptizado.
E eis, que, antes de iniciar a sua vida pública, o Autor do baptismo se faz baptizar, mergulhando nas águas do Jordão! E eis que a cabeça de um povo pecador mergulha nas águas, onde o povo se lavava de seus pecados! E eis que o Santo chega da Galileia para santificar as águas que ainda hoje nos lavam!

Eu é que preciso de ser baptizado por Ti
Qual é maior, o baptismo do Baptista ou o baptismo de Jesus? Vendo o Baptista que Jesus vem ao seu encontro enfileirado com os que pedem o seu baptismo de água, João recusa-se a baptizá-lO, porque O reconhece, como o Messias, o único com poder para baptizar, verdadeiramente, com o fogo do Espírito!
O Autor do baptismo não precisa de ser baptizado, nem de ver perdoados os pecados, pois é Ele quem é o perdão! O Perdão não precisa de conversão! O Perdão não precisa de água para ser lavado! O Amor não precisa de perdão!
O centro desta festa, portanto, não é o baptismo de Jesus, sendo certo, contudo, que Jesus se fez baptizar. Afinal, como Jesus, refere, «é preciso que cumpramos [tu e eu; João e Jesus] toda a justiça», isto é, que se cumpra o que Deus quer: e se assim é, assim se faça: e Jesus baptiza-se pelas mãos de João, para que se cumpram os planos de Deus. Ora, tal como Jesus e João, também nós deveríamos cuidar de fazer cumprir em nós o plano de salvação, tal como Deus quer!

Então, abriram-se os céus
Nada há no baptismo de Jesus que seja privado ou secreto, visto que é chegada a hora de dar início à sua vida pública. Por essa razão, indo ao encontro do Baptista que baptizava no Jordão, Jesus faz-se baptizar publicamente. Estava ali – tal como, futuramente, sempre o rodeará – uma multidão faminta de sentido, os pecadores. E desprezando as auto-estradas dos mais-que-perfeitos, Jesus enfileira pelo carreiro dos pecadores, a fim de que em sua vida se cumprisse o que Deus quer, como Deus quer. E o plano de Deus (sobre Jesus e sobre os pecadores) começa ali a cumprir-se: eis que a salvação está à porta dos pecadores!
Eis, pois, Jesus, mergulhando nas águas e das águas subindo com o amparo de João. Então, os céus, finalmente, se abriram para nós! E o Espírito Santo desceu sobre Jesus! Não atentes, portanto, ao mergulho de Jesus abrindo as águas, que depois se fecharam sobre Ele, mas à voz que para nós se faz ouvir, depois que os céus se abriram; escuta a voz: ela declara Jesus – aquele que faz o que o Pai quer! – como «o amado», o filho mais amado entre todos!

Rezar a Palavra
Enviai, Senhor, sobre mim, o Vosso Espírito Santo!
Enviai, Senhor, sobre a minha comunidade, o Vosso Espírito Santo!
Enviai, Senhor, sobre a minha a Igreja, o Vosso Espírito Santo!
Enviai, Senhor, sobre o nosso mundo, o Vosso Espírito Santo!
Enviai, Senhor, o Vosso Espírito Santo,
Para que eu, para que nós nos revistamos das atitudes de Jesus
E aos olhos do vosso coração nos pareçamos ao vosso Filho bem-amado. Amen.

Viver a Palavra
Ao longo desta semana irei procurar imitar as atitudes do Filho bem-amado do Pai

Frei João Costa

Newsletter

Receba as nossas novidades.
Subscreva a nossa Newsletter:

© 2013 SFRJS Todos os direitos reservados