• Slide 3
  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 4
  • Slide 5
  • Slide 6

Notícias Ecclesia

IR BEATRIZ MENDES MARTINS (1931-2020)

A Ir. Beatriz faleceu na manhã do dia 18 de agosto, entre as duas solenidades de Nossa Senhora, a Assunção e a Coroação como Rainha, padroeira da sua cidade de Bragança. Damos graças ao Deus da vida porque criou a nossa Ir. Beatriz e encomendamos a sua alma ao patrocínio de Maria para que com ela cante os louvores d’Aquele que fez nela maravilhas, o Deus a quem amou e serviu nesta terra.

 

A Ir. Beatriz nasceu em Bragança no ano de 1931. Por intermédio de D. Abílio Vaz das Neves conheceu a Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado onde foi admitida ao Postulantado no dia 4 de fevereiro de 1955 e fez a primeira profissão no dia 4 de outubro de 1957.

A 16 de Outubro de 1957 fez a sua integração na Comunidade de Sendim. No ano seguinte, em 1958, fez parte da Comunidade de Santa Clara em Bragança e depois na de Vilar de Nantes.

A 9 de Maio de 1962 dá entrada no Educandário de Palmeira, comunidade então fundada.

Fez parte do terceiro grupo de Missionárias, que embarcou para Angola a 30 de agosto de 1967 e assumiu como Superiora a Comunidade do Ninho dos Pequeninos, que teve de entregar a 12 de fevereiro de 1975, por causa da independência de Angola. Passou ainda pelas Comunidade de Catabola e Kamacupa, tendo de regressado a Portugal em setembro desse ano de 1975 e sendo integrada na Comunidade do Lar D. Pedro V, em Braga.

Em 1980 fazia parte da Comunidade de Sendim e no ano de 1984 deu entrada na Comunidade de Freixo de Espada à Cinta onde permaneceria até ao seu encerramento a 30 de setembro de 2007. Foi Superiora desta Comunidade durante dois mandatos.

No ano de 2007 passa a integrar a Comunidade a prestar apoio ao Lar de Terceira Idade da Santa Casa da Misericórdia de Vila Flor, até ao encerramento desta, ocorrido em dezembro de 2016. A partir dessa altura fica integrada na comunidade do Lar de Nossa senhora do Amparo, em Mirandela, até ao seu falecimento.

Nas várias comunidades por que passou a sua ocupação primordial foram as crianças, mas também a evangelização, fortemente ateada pelo seu espírito missionário. Na catequese, na dinamização do Movimento Eucarístico de Leigos, na vivência da Liturgia nas paróquias era uma Irmã de trato jovial e de uma espontaneidade que irradiava a alegria do Evangelho.

O seu funeral, em celebração familiar, decorrerá no dia 19 de agosto, com início às 15.00 horas na Igreja de S. João Bosco em Mirandela.

 

Newsletter

Receba as nossas novidades.
Subscreva a nossa Newsletter:

© 2013 SFRJS Todos os direitos reservados