• Slide 3
  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 4
  • Slide 5

75 anos de Vida Fraterna

No dia 14 de Outubro de 1942, as duas primeiras Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado consagravam as suas vidas ao Senhor para viverem um ideal novo na Igreja.

Eram duas jovens senhoras, uma natural da Diocese de Braga, D. Elisa Feyo da Cruz Vieira e outra de Alijó, Diocese de Vila Real, D. Florência do Carmo Pereira. As duas tinham feito 17 meses de formação em Barcelos, na Casa das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria, para assumirem a fundação da Congregação das Servas Franciscanas Reparadoras de Jesus Sacramentado.
Pela consagração mudaram os nomes para Ir. Maria do Santíssimo Sacramento e Marta da Imaculada Conceição, respectivamente.
No dia seguinte, 15 de Outubro, rumaram até à humilde aldeia de Marmelos, no concelho de Mirandela, entrando assim na Diocese de Bragança-Miranda. Ali acendiam o rastilho de um sonho de Deus… numa entrega feliz! O povo de Marmelos esperava-as cheio de alegria, com o seu Pároco. Elas descrevem assim aquele momento: “Eram sete horas e meia quando o carro de bois tomou a direção de Marmelos, já em pleno luar. Tudo convidava ao recolhimento, as próprias estrelas cintilando pareciam saudar as Servas de Jesus Sacramentado que, como o Cordeirinho Pascal, se iam aproximando do altar da Imolação! Fora do povo parte dos habitantes, acompanhados do reverendo pároco – P. Paula – faziam sua espera triunfal e mais ao longe o segundo grupo se associava (…). Processionalmente nos encaminhámos para a Igreja, para apresentar as nossas homenagens a Jesus Sacramentado, depor junto do Tabernáculo todo o nosso amor e fidelidade, oferecendo-nos para Lhe fazer a Corte neste recanto humilde de Marmelos.”
Eram apenas duas, com uma Postulante. Hoje, com 161 membros, a Congregação está presente em quatro países – Portugal, Angola, Brasil e Moçambique – em 14 Dioceses e procura ser um fermento de adoração e reparação junto das feridas do nosso mundo.
No XXVIII Domingo do Tempo comum, dia 15 de Outubro de 2017, passando 75 anos deste acontecimento fundador, as Irmãs celebraram em comunhão eclesial com o Bispo Diocesano e com o povo de Deus, na Catedral de Bragança, nesta Diocese que é o berço primordial do seu crescimento, para dar graças ao Deus da vida e da vocação que as continua a enviar. O Prelado lançou alguns desafios às Irmãs, para que, com a coragem das duas que iniciaram esta aventura, sejam sempre sinais da alegria de seguir a Cristo.
Seguiu-se um jantar de confraternização na Casa de Santa Clara, em que participou também a comunidade das Irmãs Franciscanas Missionárias de Maria, pela sua ligação a esta data.
Já na própria aldeia de Marmelos também houve direito a festejos. O Pároco local, Pe. Tiago Alves, juntamente com o Cónego Silvério Pires, aqui concelebrou, neste dia 15 de Outubro da parte de tarde. Nesta celebração a população da localidade, quase desértica, elevou-se com a participação de algumas Irmãs das Comunidades de Mirandela e Pereira e vários fiéis das aldeias limítrofes, que vieram dar graças ao Senhor pelo Instituto das Servas Franciscanas Reparadoras. À saída da igreja um lanche de confraternização foi pretexto para um momento feliz de partilha da amizade e da alegria.

Newsletter

Receba as nossas novidades.
Subscreva a nossa Newsletter:

© 2013 SFRJS Todos os direitos reservados