• Slide 3
  • Slide 1
  • Slide 2
  • Slide 4
  • Slide 5

POR MARIA, COM MARIA E COMO MARIA

São tantas as palavras belas que se podem proferir num dia tão sublime como o que celebramos, hoje, como cristãos e como Servas Franciscanas Reparadoras! Celebramos Maria Assunta ao Céu. Celebramos uma Mulher vestida de sol; contemplamos Maria no seu esplendor máximo de Luz; contemplamos Maria aquela que acolhe Cristo e na Sua Fé O gera e oferece à Humanidade.

A singeleza de Maria marca-nos com a Sua vida, com a Sua simplicidade, pureza, fé e fidelidade. O júbilo experimentado no cansaço de cada instante traz-nos a alacridade da alma e do coração, comunica-nos um sentimento de leveza interior que não se pode explicar de maneira nenhuma.
Celebramos com solenidade a Virgem Maria, Ela esteve entre nós como a Senhora da Assunção, como a Imaculada Conceição, como a Senhora dos Anjos, esteve como Mãe, como protetora, como Rainha.
Ela trouxe-nos a alegria de fazermos memória em nossas vidas daquele feliz dia em que D. Abílio Vaz das Neves nos confirmou canonicamente como Congregação de Direito Diocesano. Trouxe-nos à memória do coração o amor, a fidelidade, o entusiasmo, o ardor missionário das “cinco estrelas” as primeiras adoradoras e reparadoras que geraram em si um Carisma tão peculiar no seio da Igreja.
As Servas Franciscanas Reparadoras presentes em Moçambique, celebraram com alegria este dia, pois três jovens noviças, depois de um tempo de formação, anuíram de alma e coração ao convite do Senhor e por Ele se deixaram consagrar no seio deste Carisma que começa a aprofundar as suas raízes neste espaço maravilhoso de missão.
A Ância, a Stellamaris e a Agripina encaminharam-se para o altar, para aí fazerem oferta das suas vidas ao Senhor a quem responderam: “Eis-me aqui, Senhor aqui estou”.
O espaço que serviu para acolher este evento celebrativo, foi o salão do Centro Infantil de Santa Marta. Embelezavam-no, as irmãs, os amigos, os familiares, as religiosas vizinhas, as formandas das casas de formação desta área, são cinco noviciados, que prepararam a liturgia com muita beleza e entusiasmo.
A coroar este momento, presidiu à celebração o Frei Francisco, ofm, do Brasil, que se encontrava em Moçambique como Visitador Geral e acabava de presidir ao Capítulo da Custódia dos Frades Menores em Moçambique, do qual saiu um novo Custódio, o Frei Amaral.
Entre Menores e Capuchinos eram oito. Foi um momento forte para reavivar a espiritualidade e a comunhão Franciscana, que sempre nos une e acompanha na missão. Não vou fazer referência às palavras proferidas pelo Presidente da celebração, pois demoraria muito tempo. Apenas me limito a dizer que foi muito claro em reafirmar a importância dos três votos na vida dos consagrados, explicou cada um por si, dando-lhe um ar de novidade, mas de muita responsabilidade.
Disse que o Senhor continua a bater, a chamar e a estar presente. Que é importante recebermos Deus em nós, quais tabernáculos escancarados para acolher, gerar e oferecer Jesus à humanidade que se fecha ao projeto de Deus e impede que Ele marque a Sua presença e mude o rumo da história da humanidade.
No coração da Congregação, aqui presente na pessoa da nossa Superiora Geral: Ir. Teresa Fernandes em Visita Canónica, as três jovens emitiram os seus votos de Pobreza, Obediência e Castidade por três anos. Quase três horas de celebração, mas sem cansar, nem contabilizar o tempo.
A madrugada foi grande para as que tinham a missão de preparar os alimentos para a refeição fraterna. Todas foram incansáveis para que na hora certa tudo estivesse no seu lugar para alimentar o irmão corpo já desfalecido. Tudo saboroso, daí todos comerem e ficarem saciados.
O momento de cortar o bolo fez-se com a habitual procissão, onde vinham também todas as iguarias da sobremesa apresentadas com danças e cantos. Seguiram-se a escolha das respetivas madrinhas, champanhistas, bailarinas etc. são os usos da cultura que embelezam estes momentos de alegria fraterna.
Terminada a refeição, havia festa recreativa e oferta de presentes. Tudo preparado pelo grupo das várias formandas que, no seu conjunto, abrilhantaram o resto da tarde com danças, cantos de mensagem, oferta de presentes e muita alegria à mistura.
A noite começava a mostrar-se e o sol, que tinha brilhado com intensidade, dizia o seu adeus e escondia-se devagar, deixando que a noite descesse de mansinho sobre a terra quente com suas gotículas de orvalho que trazem por este tempo uma frescura saborosa. Foram as despedidas, a gratidão pela presença, o até logo.
Depois, antes que a negritude da noite baixasse à terra, fizemos a fotografia de grupo que marcará para a posteridade este momento de paz, de alegria, de crescimento da Congregação em terras Moçambicanas. Depois de vinte anos de presença do Carisma, são seis as irmãs Moçambicanas e seis Quenianas que fizeram os seus votos até ao presente momento, na Casa do Noviciado das Servas Franciscanas em Moçambique.
A entrega das irmãs de Portugal e Angola, já enriquecidas com irmãs Moçambicanas, que continuam a doar suas vidas e a oferecerem um testemunho eloquente ao povo moçambicano onde vivem, levam-nos a afirmar que hoje já chegámos a: Inhambane, Zambézia, Tete, Nampula e Maputo.
Com um sentimento de muita gratidão ao Senhor da Vida e da Vocação, aos Fundadores e a todas as irmãs, queremos manter vivo o espírito de missão que fortalece, enraíza e engrandece o Carisma na Igreja e no mundo.
Com Maria celebramos a alegria da Vocação Eucarística, Franciscana e Reparadora. Com Maria aprendemos a renunciar aos nossos interesses pessoais, para servirmos exclusivamente o Senhor que continua a convocar trabalhadores para a Sua Messe.
O grupo das formandas ficou composto por seis postulantes e uma noviça do primeiro ano. E são quatro as pré-postulantes que, no final do ano lectivo, poderão engrossar as fileiras da juventude que acolhe com alegria o convite do Senhor e respondem: “Eis-me aqui”.
Por Maria, com Maria e como Maria cantamos as glórias do Senhor que faz em nós e por nós maravilhas.

Ir. Glória Veloso


Newsletter

Receba as nossas novidades.
Subscreva a nossa Newsletter:

© 2013 SFRJS Todos os direitos reservados